sábado, 25 de outubro de 2014

Postagem Especial: Eleições 2014


Neste blog sempre evitei discussões político-partidárias. Mas, diante do atual quadro sócio-político de nosso país, não posso mais ignorar a institucionalização da insanidade no Brasil. Por isso quebro duas regras: 

1) Escrevo um texto sobre o processo eleitoral deste ano e 

2) Uso como imagem de referência para esta postagem algo que não criei e que reproduzo sem autorização, a saber, a capa da última edição da revista Veja.

Acabo de ficar sabendo que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu, na noite de ontem, proibir a Editora Abril (responsável pela revista Veja) de fazer propaganda em qualquer meio de comunicação da reportagem de capa segundo a qual a Presidente Dilma Rousseff e o ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva teriam conhecimento do esquema de corrupção da Petrobras.

Esta decisão do TSE demonstra preocupação com uma candidata à Presidência da República e não com o povo brasileiro. E este fato é demonstração incontestável de que nossa democracia está seriamente ameaçada.

Já apontei em inúmeras postagens deste blog diversas ameaças à democracia brasileira. E as maiores ameaças são a miserabilidade em que nossa educação se encontra, bem como a decadência de nossa produção científica e tecnológica. A sistemática tentativa de ocultar a escandalosa corrupção das últimas gestões do governo federal é simplesmente reflexo de nosso baixo nível intelectual enquanto nação.

Portanto, peço a todos os blogueiros e demais cidadãos que divulguem sim a matéria de capa da última edição da revista Veja, independentemente de opiniões pessoais sobre esta mídia. Não é a reputação da revista Veja ou de Dilma Rousseff que estão em jogo, mas a liberdade de expressão em uma nação supostamente democrática. 

O TSE NÃO TEM JURISDIÇÃO SOBRE O POVO BRASILEIRO!

Um comentário:

  1. Concordo que esconder esse tipo de informação é ruim para a democracia. Não gosto de discutir política pela internet por causa da intolerância a visões diferentes observada em ambos os lados, mas também vou abrir uma exceção (mesmo que com um rápido comentário).

    Não entendo a visão de que este governo tenta esconder os escândalos, como se os outros não tivessem feito - ou não fazem - o mesmo (ou até pior), num claro sinal de que, infelizmente, esse não é um mal deste governo, mas do nosso sistema político como um todo. Pode-se encontrar vários exemplos de escândalos abafados por diversos governos, sendo que muitos tinham - ou tem - a vantagem (para eles, não para a população como um todo) de não enfrentar uma imprensa tão combativa assim. Não gosto muito do contraste entre PT e PSDB, mas, por ser impossível fugir dele, vou citar como exemplo os casos do governo FHC mencionado por Elio Gaspari em sua coluna na Folha: http://www1.folha.uol.com.br/colunas/eliogaspari/2014/10/1534741-todos-soltos-todos-soltos-ate-hoje.shtml.

    Assim, nesse aspecto, não considero o atual governo pior do que os anteriores (embora, é preciso deixar claro, isso não faz dele um bom governo).

    Quanto a ameaças à democracia, é sempre bom ficar atento, sem dúvida. Me preocupa muito alguns fatos, como o relatado na seguinte reportagem: http://zh.clicrbs.com.br/rs/noticias/noticia/2013/04/rs-e-o-segundo-estado-que-mais-baixa-conteudos-neonazistas-na-internet-4113457.html. Infelizmente, a situação relatada na matéria não consegue espaço para ser repercutida na mídia como um todo.

    Quanto à capa da Veja, nem a Globo repercutiu. E não por uma restrição judicial, mas por não encontrar nenhum indício da veracidade do que foi publicado na revista.

    ResponderExcluir

Respostas a comentários dirigidos ao Administrador demoram usualmente até três dias.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.