sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Respostas da Trabalhos Universitários e da Poligrafia Acadêmica



Quando o assunto é universidade pública, dificilmente se consegue resposta alguma diante de acusações. Um exemplo recente é a postagem sobre a curta troca de ofícios entre a Coordenação do Curso de Física da UFPR e eu. Jamais tive qualquer retorno à minha carta.

Quando o assunto é a iniciativa privada, quase que certamente podemos contar com respostas, mesmo que sejam bizarras. 

Em reação ao texto sobre o comércio de teses de doutorado, recebi dois e-mails nas últimas horas. 

Como eu havia prometido, encaminhei o link de minha postagem anterior para os dois sites que acusei estarem envolvidos no tráfico de teses e demais trabalhos acadêmicos. Fiz isso justamente para que eles tivessem a oportunidade de defesa.

Seguem abaixo, respectivamente, as respostas da Trabalhos Universitários e da Poligrafia Acadêmica. 

Os erros ortográficos, gramaticais e de pontuação são muitos, principalmente na mensagem da Trabalhos Universitários. Mas ainda é possível compreender o que está escrito. 

Em seguida comento brevemente as respostas.


Resposta da Trabalhos Universitários

Prezada Adonai e Adriane,

Agradecemos a publicidade dada, no entanto, sentimos muito caso tenha entendido de forma errônea a nossa prestação de serviços, no qual é clara que não praticamos a compra e venda de trabalhos acadêmicos, como pode ser observado em nossas orientações gerais que se sobrepõe aos quesitos negociados neste sentido.

Nós fornecemos ao aluno um modelo de base e tal como, a empresa dispõe de um corpo para cuidar e evitar que possíveis utilizações indevidas sejam feitas. Em 2011 (dados tabulados e atualizados) realizamos 19 comunicações à instituições de ensino superior sobre o uso indevido do nosso material de base, onde, pela dificuldade do aluno em escrever e a deficiência do ensino em massa o leva a solicitar ajuda na elaboração do material e pesquisa, onde, certamente, ele apenas pode utilizar-se de alguns trechos permitidos em contrato e não apresentar como sendo seu em sua instituição, o que é vedado em nosso contrato, cujo qual está disponível em nosso site, para download, na área do cliente.

Neste sendido, esperamos continuar contribuindo por longos anos à deficiência educacional de nosso país, à base de diversos orientadores fracassados e alunos despreparados por conta deles que, sem nenhum auxílio, chegam até nós para que o ajudêmos.

Caso tenha ficado com alguma dúvida, nosso escritório administrativo estará à disposição.

Ao fim, devemos concordar ao fim de sua matéria que: A crescente quantia de orientadores que não orientam, A pressão exercida pelos órgãos de fomento, A péssima qualidade de muitos projetos de pesquisa.

Assim, apenas solicitamos que reitere a sua matéria deixando claro que o posicionamento de nossa empresa é contra a compra e venda de trabalhos, afinal, em nenhum momento dissemos que é permitido. Se alguma informação ficou dúbia, bastava o cliente, antes de contratar, verificar em nosso contrato, cujo qual verificamos que você não teve acesso, e, no item 1 das Orientações Gerais, ele é vinculado, assim, a sua matéria compara nossa empresa a um outro que realmente pratica um ilícito penal que descordamos, afinal, nossa equipe tem uma base de professores para auxiliar durante todo o desenvolvimento, tal é preciso determinado prazo para o desenvolvimento e o valor, uma vez que se utilziriam diversos profissionais para apoiar o aluno e realizar a pesquisa em conjunto com ele, tal como é previsto em contrato.

Desejamos à todos um excelente final de ano e nos colocamos à disposição pelo contato@trabalhosuniversitarios.com.br pois neste é tratado sobre o pedido 12010592 exclusivamente.

Atenciosamente,

PLANTÃO DE ATENDIMENTO GAMA



Resposta da Poligrafia Acadêmica


Prezados estudantes,

Em face da matéria sobre "venda de teses de doutorado", de Adonai Santana, inicialmente, cumpre-nos a querer exigir que seja mencionado o nome de Adriane Mazola Russ, como o nome da "amiga" usado por Adonai e que embasa a matéria.

Quanto à questão criminal levantada na matéria, neste momento, apenas gostaríamos de relembrar o art. 299, do Código Penal, sobre falsidade Ideológica:

Falsidade Ideológica

Art. 299 - Omitir, em documento público ou particular, declaração que dele devia constar, ou nele inserir ou fazer inserir declaração falsa ou diversa da que devia ser escrita, com o fim de prejudicar direito, criar obrigação ou alterar a verdade sobre fato juridicamente relevante:

Pena - reclusão, de 1 (um) a 5 (cinco) anos, e multa, se o documento é público, e reclusão de 1 (um) a 3 (três) anos, e multa, se o documento é particular.

Parágrafo único - Se o agente é funcionário público, e comete o crime prevalecendo-se do cargo, ou se a falsificação ou alteração é de assentamento de registro civil, aumenta-se a pena de sexta parte.

Solicitamos que Adonai Santana insira toda esta resposta na matéria do seu blog.

Atenciosamente,

Prof. Célio e Equipe
Poligrafia Acadêmica
__________

Como era de se esperar, a resposta da Trabalhos Acadêmicos foi relativamente cuidadosa, apesar do paradoxal tom irônico no primeiro parágrafo. 

É importante observar que, em resposta que recebi da própria Trabalhos Universitários em e-mail anterior, fui informado que as chamadas "orientações gerais" constituem o próprio contrato. No entanto, neste suposto contrato (eletrônico) não constam informações que legalmente suportem a identificação das partes envolvidas. 

Já a reação da Poligrafia Acadêmica foi de surpreendente raiva e, portanto, pouco profissional. Se a Poligrafia Acadêmica realmente deseja me processar por crime de falsidade ideológica, esta será uma excelente oportunidade para a exposição pública de suas atividades para muito além deste blog.

Para facilitar a transparência dessas discussões, aviso que vou inserir um link na postagem anterior que permita acesso imediato a este texto. 

13 comentários:

  1. Olá, professor Adonai!!!!

    As reações às suas denúncias sobre esse nefasto comércio de trabalhos acadêmicos, indicam que a base do empório já começou a estremecer com a "mexida" no vespeiro, através da sua ação simples, mas, eficaz e... me faz lembrar o que declarou uma vez, por ocasião de uma palestra sua, o nosso ilustre cientista, o professor, Doutor Newton da Costa... " eu vim soltar a cobra no paraíso de vocês", rsrsrsrsrs, pois é!!!!
    Em tempo, posso avaliar que as reações me parecem muito... "fraquinhas", na minha modesta opinião!!!!

    Aproveito a ocasião, para desejar um Felis Natal e Um Ano Novo, pra lá de bom, com muita paz e saúde para o Senhor e a sua família!!!!

    Um abraço!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Francisco

      O Professor Célio acaba de me informar por e-mail que abrirá processo contra mim. Reação inesperada, mas pode ser extremamente interessante. Se ele fizer isso, é a chance de despertar muito mais gente para a gravidade do problema.

      De qualquer modo, um ótimo Natal e um excelente Novo Ano para você e sua família.

      Excluir
  2. Continuo apoiando a iniciativa de acabarmos com estas falcatruas de comércio de teses, dissertações e artigos! Basta de impunidade! Vamos exigir ética! Tanto dos "profissionais" que exercem a atividade, quanto dos "estudantes" que fingem ser uma coisa na comunidade acadêmica e são outras na intimidade! Mostram-se estudiosos quando na verdade pagam por trabalhos! Código de ética JÁ! Multas e cancelamento de diplomas JÁ! Chega de respostas que não dão resposta, como é típico dos que não têm ética. Estas pessoas enrolam, mentem, enganam, omitem. TUDO isso é errado! Estou cansada de pessoas falsas! ADORO quando vejo gravações clandestinas de repórteres e quando procuram a pessoa com microfone na mão eles "desmentem" o dito anteriormente! Francamente! Pessoas assim não merecem o mínimo respeito de minha parte!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Susan

      O incrível é que recebi novo e-mail da Poligrafia Acadêmica. O tal do Professor Célio disse que abrirá processo contra mim. Isso será realmente bizarro.

      Excluir
    2. Será ótimo! Mas, sinceramente? Eu duvido que ele faça algo. Aposto que ele está ameaçando para ver se vc tira do blog. Ele não sabe quem é você! Precisando de algo, conte comigo. Conheço ótimos advogados!

      Excluir
    3. Susan

      Eu também não tenho ideia do que ele pretende fazer. Em seu e-mail dá para perceber que o Professor Célio está realmente fora de controle. Ficou revoltadíssimo comigo e ainda encerra a mensagem enviando um forte abraço. Muito bizarro.

      Agradeço seu apoio, Susan. De qualquer modo, eu também tenho um ótimo advogado.

      Aproveito para avisar que enviei o link de minha postagem sobre tráfico de teses para a Câmara Criminal do Ministério Público Federal, em Brasília. Veremos no que isso resulta.

      Excluir
  3. Prezado Adonai


    Desculpe-me pela ignorância, fiquei surpreso ao ler sua matéria e, ao mesmo tempo, entristecido de saber até que ponto a nossa Educação está corrompida.
    Devemos ter centenas de "profissionais" espalhados por este Brasil, frutos dessa falcatrua, formando maus profissionais, constituindo estes últimos uma realidade dos dias de hoje.
    Jamais seremos uma grande nação se o seu valor maior, a Educação, já está também "apodrecida".
    Quero parabenizá-lo, pois são homens como você que nos faz ter alguma esperança pela sua idoneidade e preocupação com as mazelas.
    Continue levantando esta bandeira e conte com meu apoio.


    Parabéns e Abraços.

    Paulo Martins Tosta
    Bancário

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paulo

      Agradeço pelo seu fundamental apoio. Aproveito para avisar que o ano de 2013 começará com algumas surpresas estimulantes. Esta discussão sobre tráfico de teses está apenas começando e em breve trataremos de outros problemas mais graves ainda.

      Enquanto aguardamos as novas, peço para divulgar estas discussões entre eventuais interessados. Não há necessidade de divulgação em massa, mas sim entre aqueles que querem colaborar.

      Excluir
  4. Prezado Adonai


    Desculpe-me pela ignorância, fiquei surpreso ao ler sua matéria e, ao mesmo tempo, entristecido de saber até que ponto a nossa Educação está corrompida.
    Devemos ter centenas de "profissionais" espalhados por este Brasil, frutos dessa falcatrua, formando maus profissionais, constituindo estes últimos uma realidade dos dias de hoje.
    Jamais seremos uma grande nação se o seu valor maior, a Educação, já está também "apodrecida".
    Quero parabenizá-lo, pois são homens como você que nos faz ter alguma esperança pela sua idoneidade e preocupação com as mazelas.
    Continue levantando esta bandeira e conte com meu apoio.


    Parabéns e Abraços.

    Paulo Martins Tosta
    Bancário

    ResponderExcluir
  5. Eu jogava no ventilador. Mandava para todos os canais de TV locais e nacionais. Certeza que algum ia se interessar.

    Só uma sugestão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcão

      Aceito sua ajuda, neste sentido. Já enviei a postagem original para o Ministério Público Federal, em Brasília. Até agora não houve resposta.

      Excluir
    2. http://www.gazetadopovo.com.br/vida-universidade/conteudo.phtml?tl=1&id=1342035&tit=Sites-vendem-diplomas-falsos-de-universidades

      Excluir
    3. Marcão

      Isso sim é um atalho! Grato pela notícia. Publicarei na página facebook deste blog.

      Excluir

Respostas a comentários dirigidos ao Administrador demoram usualmente até três dias.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.