sábado, 23 de março de 2013

Apenas alguns livros - Parte I



Por insistência de certos leitores, inicio aqui uma breve lista de alguns dos livros mais fascinantes que conheço sobre matemática, física e filosofia da ciência. A escolha dessas três áreas do saber se deve a um fator muito importante: a estreita relação entre ciências reais e formais e filosofia. 

Esta é a primeira de uma série de postagens que apresentam recomendações bibliográficas em áreas como lógica, teoria de conjuntos, teoria de categorias, física-matemática, álgebra, topologia, geometria diferencial, geometria euclidiana, geometria projetiva, teoria dos números, cálculo diferencial e integral, álgebra linear, estatística, história da matemática, mecânica clássica, física quântica, teorias da relatividade de Einstein, teorias de campos, probabilidades, análise matemática, filosofia das ciências reais e formais e ensino de matemática. Espero que o leitor aproveite e também recomende outros textos. 

Há algum tempo tenho doado centenas de meus livros para pessoas interessadas. Uns poucos ainda restaram e pretendo distribuí-los gratuitamente entre leitores deste blog. Solicitações devem ser feitas na forma de comentários e devidamente justificadas. Quem apresentar a melhor justificativa, receberá o livro pedido sem despesa alguma e em qualquer parte do mundo. Os critérios de avaliação são subjetivos e definidos única e exclusivamente por mim, sem qualquer direito a apelação. Os livros ainda disponíveis estão marcados na lista.

Esta é também uma postagem cuja redação poderá ser modificada, com o passar do tempo. Os livros listados que forem escolhidos para doação serão atualizados, para que não ocorra a possibilidade de alguém solicitar algo que não possa efetivamente receber. E eventualmente posso também incluir novas obras nas listas já criadas.

Para aqueles que forem contemplados com livros, peço apenas que acusem o recebimento na forma de comentário na postagem respectiva.

Desejo a todos uma boa leitura. Começo a lista com três áreas do conhecimento.
_________
Observação (31/03/2013): Todos os livros inicialmente disponibilizados nesta primeira lista já foram selecionados para doação.
_________
História da matemática

1) Men of mathematics, Eric Temple Bell (Touchstone, 1986). Clássico da literatura que narra e comenta a vida e a obra de quarenta matemáticos e uma matemática, cobrindo mais de dois mil anos de história. É livro de cabeceira, de leitura muito agradável, não-técnica, e que destaca aspectos curiosos sobre personalidades que edificaram algumas das principais teorias matemáticas. 

2) Elements of the history of mathematics, Nicolas Bourbaki (Springer Verlag, 1994). Bourbaki é pseudônimo coletivo de um seleto grupo de matemáticos que escreveu extensa obra de vários volumes sob o título coletivo Os Elementos da Matemática. Cada volume traz algo a respeito da história da criação e do desenvolvimento do tópico principal abordado. Este livro reúne os conteúdos históricos. Bourbaki exerceu forte influência na matemática brasileira, décadas atrás. Apesar de omitir fatos históricos significativos, a obra é fascinante para aqueles que querem compreender a gênese de algumas das grandes ideias nesta área do conhecimento. 

3) Mathematical developments arising from Hilbert problems, volumes 1 e 2, Felix E. Browder (editor) (American Mathematical Society, 1976) [doado para Priscila Cavassin]. Coletânea de artigos que visa uma avaliação dos famosos 23 problemas de Hilbert, bem como algumas propostas de novas questões. Em 1900 o alemão David Hilbert ministrou uma histórica palestra sobre as tendências da matemática do século 20, listando os famosos problemas. Suas 23 profecias se confirmaram como questões centrais da matemática, apesar desta ciência ter também avançado por outros caminhos jamais antecipados pelo matemático alemão.

4) Mathematics: frontiers and perspectives, Vladimir Arnold, Michael Atiyah, Peter Lax, Barry Mazur (editores) (American Mathematical Society, 2000) [doado para Márcia Sakai]. Leitura obrigatória para qualquer pessoa interessada em matemática. É uma coletânea de artigos escritos por trinta matemáticos de renome, sendo metade deles ganhadores da Medalha Fields, o "Nobel" da matemática. Muitos dos artigos são escritos em linguagem não-técnica, fazendo deste livro praticamente uma obra de divulgação científica. Inspirado no exemplo de Hilbert (ver referência acima), o objetivo principal do livro é apontar para as tendências da matemática do século 21. Especial atenção para o artigo de Steve Smale, que cita trabalhos dos brasileiros Newton da Costa, Francisco Doria, Maurício Peixoto, Jacob Palis e Celso Grebogi.

5) From Frege to Gödel, J. von Heijenoort (editor) (Harvard University Press, 2002). Com suas 680 páginas é, provavelmente, a mais importante referência em história da lógica. Apresenta versões originais e excelentes traduções para o inglês de quarenta e seis artigos de extraordinária importância e escritos por cientistas consagrados como Hilbert, Padoa, Zermelo, Frege, von Neumann, Russel, Herbrand, Cantor, Gödel, Dedekind, Kolmogorov, entre outros. Cada artigo é acompanhado de extensos e pertinentes comentários do editor.

6) Bourbaki: a secret society of mathematicians, M. Marshaal (American Mathematical Society, 2004). Livro que conta a história da sociedade secreta Nicolas Bourbaki, desde seu nascimento em 1935 até os dias de hoje. Este grupo francês, segundo o autor, escreveu a obra mais influente da matemática do século 20.

7) Histoire des mathématiques, volumes 1 a 4, Jean-Étienne Montucla (Paris, 1799-1802). Este livro obviamente dispensa apresentações. É o primeiro tratado sério sobre a história da matemática. Ou seja, este livro faz parte da própria história da matemática. Infelizmente tive pouco contato com a obra incompleta de Montucla, restringindo minhas investigações ao problema da influência de marés oceânicas sobre a órbita da lua.


Lógica

1) Introduction to mathematical logic, Elliot Mendelson (Chapman & Hall, 1997). É provavelmente o melhor livro de introdução à lógica que existe. Partindo do pressuposto de que o leitor nada conhece sobre o tema, chega a tópicos avançados, como computabilidade e os teoremas de Gödel. Texto didático, recheado de exemplos e exercícios. A quarta edição desta obra é a melhor de todas.

2) Introduction to mathematical logic, Alonzo Church (Princeton University Press, 1996) [doado para Ítalo Oliveira]. Church foi um dos lógicos mais rigorosos do século 20. Este livro é um excelente complemento à obra de Mendelson (ver referência acima). As notas de rodapé são tantas e tão detalhadas que praticamente constituem um livro dentro de um livro.

3) A mathematical introduction to logic, H. B. Enderton (Academic Press, 2001). Fabulosa introdução à lógica matemática. O livro também aborda temas incomuns em textos introdutórios, mas importantes, como o teorema de Craig e modelos não-standard. Excelente fonte para estudos sobre teorias de segunda ordem.

4) Foundations of Mathematics, William S. Hatcher (W. B. Saunders, 1968). Excelente introdução aos fundamentos da matemática, com discussões sobre teorias de primeira ordem, sistema de Frege, teoria de tipos, teorias de conjuntos de Zermelo-Fraenkel e de von Neumann-Bernays-Gödel, e teoria de categorias.

5) Ensaio sobre os fundamentos da lógica, Newton C. A. da Costa (Hucitec, 2008) [doado para Thiago Andrade]. Terceira edição de obra que discute com grande profundidade lógica e razão, diferentes sistemas formais em lógica e as relações entre lógica e realidade. Não é adequado para iniciantes. Há tradução para o francês.

6) A course in mathematical logic, Yuri I. Manin (Springer-Verlag, 1977). Texto avançado de lógica, recomendável apenas para os iniciados. Trata de questões como demonstrabilidade, computabilidade e aplicações de lógica em física quântica.

7) Aprendendo lógica, C. L. Bastos e V. Keller (Vozes, 2000). Leitura que deveria ser obrigatória entre estudantes dos ensinos fundamental e médio no Brasil. Os autores discutem de maneira informal sobre questões que todos deveriam conhecer, como meios de convencimento, argumentos, sofismas e silogismos. É um texto muito elementar, mas que se insere perfeitamente bem no cotidiano de todos. 


Filosofia da Ciência

1) Introdução aos fundamentos da matemática, Newton C. A. da Costa (Hucitec, 1992) [doado para Maikon James]. Breve apresentação das três principais escolas filosóficas da matemática, a saber, intuicionismo, formalismo e logicismo. Encerra com uma interpretação linguística para a matemática. Livro pequeno (menos de cem páginas), mas de grande profundidade. 

2) Science and partial truth, Newton C. A. da Costa e Steven French (Oxford University Press, 2003). Importante livro que trata da noção de quase-verdade nas ciências reais. Leitura obrigatória para o filósofo da ciência que se ocupa da noção de verdade. A tese principal coloca em xeque a célebre visão de Karl Popper sobre ciência. 

3) O conhecimento científico, Newton C. A. da Costa (Discurso Editorial, 1999). Uma espécie de versão preliminar da obra acima citada. Vários colaboradores de da Costa escrevem notas no final do livro. Uma pérola da filosofia da ciência escrita originalmente em português e já traduzida para o espanhol. 

4) Representation and invariance of scientific structures, Patrick Suppes (Center for the Study of Language and Information, 2002). Este livro é o memorial do filósofo da ciência Patrick Suppes (um dos mais importantes do século 20), segundo o qual axiomatizar uma teoria é definir um predicado conjuntista. A obra trata do emprego de métodos formais em filosofia da ciência, com especial ênfase para teorias de probabilidades, teorias físicas e teorias da linguagem (incluindo discussões sobre processos do cérebro humano ligados às funções da linguagem). 

5) Concepts of mass in contemporary physics and philosophy, Max Jammer (Princeton University Press, 2000). Brilhante discussão sobre questões relativas à noção de massa em física, incluindo teorias clássicas e quânticas, tanto relativísticas quanto não-relativísticas. O autor é um dos mais respeitados filósofos e historiadores da física, sendo que seu primeiro livro foi prefaciado por Albert Einstein. Tenho a honra de ser citado tanto nesta obra quanto na referência acima. 

6) O Irracional, Gilles-Gaston Granger (Unesp, 2002). Livro fascinante que mostra como posturas irracionais são comuns e até necessárias, tanto nas ciências reais (especialmente a física) como nas formais (lógica e matemática). Leitura altamente recomendável, principalmente para desfazer certos mitos sobre ciência e racionalidade.

7) The principles of mechanics, H. R. Hertz (Dover, 1956). Tradução do original alemão publicado em 1894. Este livro consagrou Hertz como um filósofo da física. O autor discute com muita propriedade o caráter metafísico de força em mecânica newtoniana e propõe uma nova formulação para a mecânica clássica, sem menção alguma ao conceito de força. Há extensas discussões na literatura sobre esta histórica obra.
________________

Para acessar a lista completa de livros recomendados clique aqui.

77 comentários:

  1. Profº Adonai,

    Com a iniciativa de doar seus livros restantes e de abarcar mais áreas da Matemática além das que eu sugeri em outro post, você está fazendo algo bem melhor do que eu esperava. Realmente Muito Legal!!!

    Muito Obrigado.

    Att, Leonardo Manzo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Leonardo

      Seu pedido foi a gota d'água. Sempre adiei esta postagem porque é uma tarefa extremamente complicada. Mas, pensando em sua proposta, finalmente resolvi o problema. Não posso ter a pretensão de listar os melhores livros em cada área. Mas posso listar livros que realmente gosto.

      Excluir
  2. Parabéns por esta postagem!
    Há algum tempo estava pensando em lhe pedir para considerar escrever algum post com recomendações literárias. Conhecer boas obras é um ótimo incentivo para pessoas que querem se aprofundar ou conhecer novos assuntos. Esta lista com certeza irá ajudar muita gente.
    Obrigado por disponibilizar algumas obras para doação também.

    Abs.

    ResponderExcluir
  3. Muito Bom Profº Adonai!!! Excelente iniciativa!!!

    Eu só acrescentaria a esta lista, na parte de História da Matemática, a grande coletânea:

    Handbook of the History of Logic. Dov M. Gabbay (Editor), Francis Jeffry Pelletier (Editor) & John Woods (Editor)

    Att, Leonardo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Excelente recomendação, Leonardo. De fato eu havia esquecido desta monumental obra.

      Excluir
  4. Maravilhosas recomendações. Que bom que vários leitores insistiram e que novamente vc se dispõe a doar livros (lembro do livro sobre Newton em postagem antiga). Claro que como sou bibliófila, tenho que dizer que me senti atraída por vários deles (e já anotei para comprar) e pelo "Ensaio sobre os fundamentos da lógica, Newton C. A. da Costa (Hucitec, 2008). Mas como não tenho formação voltada para estas áreas que você cita, não sei se seria melhor você doar este livro para quem realmente TRABALHA com isso. Claro que se não for escolhida, mesmo assim darei uma procurada neste livro (seja nas bibliotecas, seja nas livrarias). Parabéns por esta iniciativa de abrir estas matas densas de livros bons e ruins e indicar as plantas boas que produzem frutos para nos alimentar (e não para nos envenenar)! Sempre disse isso para vc, desde 2005: Admiro diversas atitudes suas (como a coragem de expor os erros e falta de ética) e a generosidade em colaborar dando ensinamentos e possibilidades. Sempre acreditei no crescimento deste blog e hoje sinto felicidade por ter feito parte desta história! Obrigada, querido amigo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grato pelo apoio, Susan. Vale observar que, por enquanto, você foi a única a manifestar interesse em receber algum dos livros. Além disso, acredito que tenho duas cópias da obra que você menciona.

      Excluir
    2. Bom, então deixa eu tentar justificar porque esta obra poderia me ajudar: como sabe, gosto de fazer os alunos pensarem a respeito das coisas, a argumentarem e questionarem (principalmente aos professores). Creio que este livro poderia me ajudar neste sentido. Aproveito para dizer que acabei de comprar pela Estante Virtual o livro "O Irracional", que foi dica sua aqui (e que o Bolívar me avisou que tinha por lá). Caso tenha duas cópias e possa me dar uma, agradeço imensamente!

      Excluir
    3. Susan

      O Irracional, de Granger, não está marcado como disponível para doação.

      Excluir
    4. Adonai, perdão, eu disse que aproveitava para dizer que havia acabado de comprar "O Irracional", mas logo em seguida voltei a falar do livro que solicitei antes e que vc disse haver possibilidade de ter duas cópias. Então vc se confundiu ao ler. Só pedi o que vc disse ter duas cópias (talvez). O outro livro eu disse que acabei de comprar! ;) Eu vi que ele não estava marcado como disponível, por isso fui atrás para comprar!

      Excluir
    5. Susan

      Okeydokey. No seu caso não preciso solicitar que envie e-mail, confirmando o pedido, o qual já está anotado. Durante esta semana devo definir alguns nomes contemplados.

      Excluir
  5. Exelente iniciativa!
    Gostaria de pedir o Ensaio sobre os fundamentos da lógica do Newton C. A. da Costa. Gostaria de ter um livro de um matemático reconhecido mundialmente que ja estudou na UFPR, ele serve como exemplo para quem ainda esta se formando nessa universidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thiago

      Pedido anotado. Aguardarei alguns dias para avaliar outros pedidos. Enquanto isso peço que envie e-mail para adonai@ufpr.br com cópia do seu comentário e com a palavra LIVROS no campo subject. Se você for contemplado, pedirei o endereço para correspondência.

      Excluir
  6. Caro Adonai,
    excelente lista, alguns já conheço de longa data. Acrescentaria
    Sneaking a Look at God's Cards do G. C. Ghirardi. Caso o possua gostaria que me enviasse essa obra prima, haja vista que estou fazendo uma disciplina com o Décio e, certamente, este livro pode me ajudar muito.
    Um abraço,
    Gilson.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gilson

      O livro de Ghirardi deve aparecer em lista de postagem futura. No entanto, já o dei de presente para o Professor Newton da Costa. Como você tem contato com ele, acredito que possa pegá-lo emprestado.

      Excluir
  7. Olá, Adonai. Então, gostaria de agradecer pela sua generosidade no que concerne ao seu trabalho de divulgação científica no seu blog, bem como a coragem ao tratar dos problemas sérios que as nossas universidades e escolas enfrentam. Sem dúvida alguma, o seu trabalho é singular no Brasil, pois não há, pelo que eu saiba, um professor de Universidade Federal tão amplamente aberto para discussões profundas, principalmente quanto à sua própria instituição de trabalho e ensino.

    Bem, o professor ofertou, gentilmente, para os seus leitores do blog, alguns livros de sua biblioteca particular, mas colocou como requisito para receber -- ou não -- o livro, uma "justificativa" da parte do leitor. Bem, como eu não sou muito bom com justificativas desse gênero, porque particularmente me dá uma sensação de ser superficial na resposta, ou pior, passar por adulador, prefiro não dar uma "justificativa". O meu interesse foi pela obra "Introdução aos fundamentos da matemática", do professor Newton C. A. da Costa.

    Sou historiador não diplomado, ou seja, abandonei o curso de História na medade do quarto e último ano da faculdade (pública), por pura insuportabilidade e ojeriza à instituição ao qual eu estudava. Não pretendo ter nenhum diploma, pois não suporto assistir aulas e cumprir regulamentos, além de não suportar professores medíocres e preguiçosos, sem qualquer comprometimento com o pensamento e ensino. Fiz o meu ensino médio no CEEBJA, ou, EJA (ensino à distância) como é atualmente conhecido, porque justamente não gosto da escola, das fileiras de carteiras, do sinal, da pedagoga, dos 15 minutos de recreio, da professora esclerosada da biblioteca que tem preguiça de emprestar livros, e de todo aquele aparato de opressão contra o pensamento e contra a vida.

    Tenho profundo interesse por filosofia e história da ciência, realizei alguns estudos iniciais em iniciação científica, pretendia seguir nessa área na minha pós-graduação. Estudei muito, muito, superficialmente algumas ideias do professor Newton, e achei extremamente interessante, são profundas e revolucionárias. Acredito que os departamentos de humanas deveriam estudar esse grande matemático, filósofo e lógico, com certeza teríamos mais abertura às ideias diferentes, bem como para pessoas diferentes que aprendem de formas diferentes.

    Enfim, agradeço a gentileza do professor.
    Saudações

    Maikon

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maikon

      Confesso que seu breve depoimento impressiona. Seu pedido está anotado. Peço apenas que aguarde alguns dias, até a minha decisão ser tomada. Enquanto isso, solicito que envie e-mail para adonai@ufpr.br com cópia do seu comentário e com a palavra LIVROS no campo subject. Se você for contemplado, pedirei o endereço para correspondência.

      Excluir
    2. Olá, acabei de enviar o e-mail com o comentários e com a palavra "LIVROS" campo subject.
      Obrigado.

      Maikon

      Excluir
  8. Caro Adonai,
    gostaria muitíssimo de receber "O Irracional", "Science and Partial Truth" e "o Conhecimento Científico". Dos 3 o que mais almejo é o 1º, mas os outros dois não ficam muito atrás. A justificativa é justamente para me aprofundar nas relações (ou falsas relações) entre ciência e racionalidade. Não gosto de ser iludido por mitos, muito menos de difundi-los. Uma obra que desfaz um mito tão difundido hoje em dia é o tipo de leitura obrigatória para mim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Enfant Terrible

      Lamento, mas nenhum dos três livros que você cita está marcado como disponível para doação. Peço que examine novamente a lista de obras.

      Excluir
  9. Professor Adonai, gostaria de solicitar o livro: Introduction to mathematical logic, Alonzo Church (Princeton University Press, 1996).
    Já tenho o livro de Mendelson em pdf e seu complemento me seria perfeito.
    Atualmente estudo lógica com o pessoal de ciência da computação, mesmo sendo do curso de direito e desde sempre leitor de filosofia, e tenho tentado arduamente dominar a matéria - com dificuldades óbvias em função da minha (não)formação.
    Sou assíduo leitor deste blog, que, desde o início, me causou grande impressão.
    Um abraço,
    Ítalo Oliveira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ítalo

      Existem muitos advogados e estudantes de direito no Brasil com interesse significativo em lógica. Mas são raros aqueles com tanta dedicação como a que você demonstra. Seu pedido está anotado. Peço apenas que aguarde alguns dias, até a decisão ser tomada. Enquanto isso, solicito que envie e-mail para adonai@ufpr.br com cópia do seu comentário e com a palavra LIVROS no campo subject. Se você for contemplado, pedirei o endereço para correspondência.

      Excluir
  10. Publico o comentário abaixo a pedido de Márcia Sakai.

    __________

    Caro Adonai!!

    Grande exemplo!! Eu realmente admiro sua atitude de, além de divulgar e recomendar ótimos títulos, doá-los! Meus poucos livros não possuem títulos tão importantes, mas eu não daria nenhum. Sou ridiculamente apega à eles!
    Acho que nem preciso dizer o quanto o primeiro livro citado me deixou empolgada! Mas depois que percebi o “[disponível para doação]” nas obras
    seguintes.... murchei! Compreensível. Eu realmente não doaria! Gostei de Mathematics:
    frontiers and perspectives. Sou uma pessoa muito interessada em matemática e, como o livro oferece uma “leitura obrigatória para qualquer pessoa interessada em matemática” será bastante conveniente unir o útil (treinar meu inglês) ao agradável (ler!). Sem contar que tomando a decisão de me presentear com tal obra, você fará mais uma ótima ação para todos aqueles que me rodeiam. Principalmente para um grupo enorme de alunos que ainda estão encantados e cheios de perspectivas em relação ao aprender, pois permitindo que eu me torne uma pessoa mais instruída no assunto, posso alimentá-los intelectualmente, oferecendo novas ferramentas para que possam ultrapassar as possíveis fronteiras que os separam de suas tão nobres perspectivas!

    Grande abraço!!
    Márcia Sakai

    Ah! A meu favor, posso dizer que não estou doando nenhum livro, mas criei uma maneira de dividi-los com o pessoal do prédio. Estou disponibilizando à quem tiver interesse o empréstimo do título que lhes apetecer!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Márcia

      Pedido anotado. Já recebi seu e-mail confirmando o pedido. É possível que eu ainda tenha uma cópia do Men of Mathematics. Verificarei. O problema é que já distribuí tantas obras que acabei perdendo o controle sobre muito do material.

      Excluir
  11. Olá prof. Adonai.

    Em suas aulas, como de praxe, a recomendação de leituras essenciais é tão importante quanto a própria aula. É uma atitude a ser copiada. Que bom que esta atitude estendeu-se para o blog. Agora, uma curiosidade: por que o prof está doando seus livros? Seria porque não os usará mais?

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  12. Prezado Prof. Adonai,

    Inicialmente gostaria de me apresentar, sou Lourival Mendes e sou engenheiro com um profundo interesse sobre o ensino de física e matemática, não somente em sala de aulas mas também nas empresas de diversas formas. Recentemente me deparei com um artigo seu na Scientific American sobre o ensino e desde então tenho seguido seu blog com as discussões sobre diversos assuntos e tenho que confessar que muitos questionamentos me fizeram pelo menos pensar sobre o assunto.

    Neste blog o senhor disponibiliza alguns livros de sua biblioteca particular para diversificar o conhecimento e me interessei por "Mathematics: frontiers and perspectives" que pelo o que eu entendi fala de uma maneira não científica sobre a matemática e seu desenvolvimento.

    Me interessei pelo livro pois identifiquei nele uma forma de falar mais sobre a beleza da matemática e da pesquisa a ser desenvolvida nesta área. Mas gostaria de ir além, e aprender mais sobre a matemática e poder explicar, quer seja na sala de aula, quer na empresa, como a matemática está presente nas nossas vidas.

    Grato pela atenção

    Lourival

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lourival

      Seja muito bem-vindo a este fórum.

      O livro que menciona discute a matemática, pelo menos em alguns capítulos, de forma não-técnica. Mas todos os artigos tratam da matemática cientificamente.

      De qualquer modo, seu pedido está anotado. Peço que envie e-mail para adonai@ufpr.br, com cópia de seu comentário. No campo subject deve constar a palavra LIVROS. Esta semana definirei quem serão os contemplados.

      Excluir
  13. Oi Prof. Adonai

    Tenho grande interesse em física e matemática, especialmente por fundamentos e lógica. Estou iniciando meus estudos nessas áreas através de livros e artigos. Indicações são bem vindas!

    Em livros, sempre encontro referências ao formalismo matemático de Hilbert e seus 23 problemas. Gostaria de estudá-los mais a fundo, especialmente o sexto problema, que diz respeito a física e me comove profundamente. Os problemas e suas relações com os rumos da matemática também me instigam, principalmente o segundo: o Ignorabimus de Hilbert e o teorema da incompletude de Gödel. Se possível, gostaria de receber os volumes do livro 'Mathematical developments arising from Hilbert problems'.

    Obrigada,
    Priscila.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Priscila

      Pedido anotado. Não há necessidade de enviar e-mail para mim, como os demais. Afinal, você estuda na mesma instituição onde trabalho.

      Excluir
  14. Caros

    Segue abaixo a lista dos primeiros contemplados:

    1) Thiago Andrade - Ensaio sobre os fundamentos da lógica, Newton da Costa

    2) Maikon James - Introdução aos fundamentos da matemática, Newton da Costa

    3) Ítalo Oliveira - Introduction to mathematical logic, Alonzo Church

    4) Márcia Sakai - Mathematics: frontiers and perspectives, Vladimir Arnold

    5) Priscila Cavassin - Mathematical developments arising from Hilbert problems, Felix Browder

    Apenas dois não foram selecionados. Peço que não desanimem. Outras obras serão ofertadas por aqui.

    Aos contemplados peço que enviem e-mail para adonai@ufpr.br, com nome completo e endereço para correspondência. Os livros serão enviados por SEDEX assim que eu receber os respectivos e-mails.

    ResponderExcluir
  15. Fico MUITO feliz que cinco estudiosos tenham se manifestado e por terem sido cuidadosamente escolhidos pelo Adonai. Tenho certeza de que farão por merecer os presentes, aprofundando-se nos estudos e permitindo que mais pessoas assim o façam. Mais uma vez parabenizo o Adonai que há tempos tem distribuído seus livros. Sou testemunha de vários livros presenteados por ele nos últimos dois anos. Aguardo os comentários das leituras dos ganhadores: Thiago Andrade, Maikon James, Ítalo Oliveira, Márcia Sakai e Priscila Cavassin (por um acaso parente de Fabíola e Daniel Cavassin?)

    ResponderExcluir
  16. Gostaria de receber o livro Aprendendo lógica, C. L. Bastos e V. Keller. Justificativa como o senhor mesmo escreve: "livro Aprendendo lógica. Leitura que deveria ser obrigatória entre estudantes dos ensinos fundamental e médio no Brasil."
    Infelizmente como não é obrigatório eu não o lí.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Psycho

      Todos os livros que foram marcados como disponíveis para doação já foram selecionados para esse propósito. Infelizmente a obra que você solicita não estava marcada como disponível.

      Excluir
  17. Professor Adonai,

    recebi o livro "Introduction to mathematical logic", do Alonzo Church, enviado pelo senhor. Mal posso expressar minha alegria ao recebê-lo. De pronto me pareceu muito interessante. E o livro está em ótimo estado físico.

    Quero expressar meu profundo agradecimento pela doação-incentivo. Amo livros. Amo ganhá-los como presentes.

    Um abraço,

    Ítalo Oliveira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ítalo

      Estou convencido de que este precioso livro está em ótimas mãos. Certamente ele ajudará consideravelmente em seus estudos.

      Excluir
  18. Professor Adonai,

    gostaria de me apresentar primeiramente, sou seu aluno na turma de Calculo Integral e Diferencial, curso Engenharia Civil, meu nome é Lucas de Moraes Seixas, graças as suas aulas tenho me perguntado se é realmente isso que desejo fazer o resto de minha vida(Engenharia Civil), tenho grande interesse na matemática e na física( motivo de ter escolhido talvez erroneamente engenharia civil), gostaria de aprender o máximo possível sobre elas, conhecer melhor essas ciências para ajudar a fazer a decisão talvez mais relevante da minha vida, o que realmente desejo fazer o resto da minha vida! Gostaria se possível receber o livro Introduction to mathematical logic, pela sua indicação como o melhor livro para a introdução em lógica! Caso o senhor possa, gostaria que o senhor me indicasse mais livros para que possa conhecer melhor tanto a matemática como a física.

    Obrigado,

    Lucas de Moraes Seixas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lucas

      Peço que converse pessoalmente comigo, ao término de uma aula. O que você pede demanda diálogo.

      Excluir
  19. Professor, eu gostaria que o senhor me falasse quais das obras em questão, são mais apropriadas para uma pessoa leiga em todos as matérias em questão. Desculpe a falta de conhecimento, mas eu gostaria de ler todas as obras ao mesmo tempo, porém como eu não tenho um conhecimento funcional sobre os temas em questão, eu gostaria de ir com calma, então se o senhor puder me recomendar eu serei muito grato.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As obras 1 e 2 da lista de história da matemática e 6, da lista de filosofia da ciência, são apropriadas para leigos.

      Excluir
  20. Respostas
    1. Sebastião

      Sólida base matemática com um único livro não é possível. Mas um divulgador muito bom é Ian Stewart. Qualquer livro dele é altamente recomendável. E algumas de suas obras foram traduzidas para o nosso idioma.

      Excluir
    2. Sebastião

      Se entendi sua pergunta, esta é uma questão em aberto. Não está suficientemente claro se matemática é descoberta ou inventada.

      Excluir
    3. Sebastião

      Matemática não consiste apenas de linguagem, mas também de uma contraparte lógica. Além disso, não podemos ignorar outros aspectos, incluindo as dimensões pragmática e intuitiva. Para decidir se matemática é descoberta ou invenção é necessário qualificar o que é matemática. E isso, até hoje, não foi feito. Todas as tentativas de definir matemática são facilmente questionadas.Até hoje não surgiu qualquer qualificação para matemática que contemplasse todas as facetas desta ciência.

      Excluir
    4. Complementando...

      É muito arriscado afirmar que as linguagens humanas são invenções. Existem fortes evidências de que estruturas gramaticais comuns a todas as linguagens naturais humanas são mera consequência do código genético de nossa espécie. Isso justificaria porque não é possível ensinar um papagaio a articular frases que não sejam meras repetições.

      Excluir
    5. http://news.nationalgeographic.com/news/2001/10/1004_TVlanguagegene.html

      Excluir
  21. Antes de mais nada, gostaria de agradecer a oportunidade de estar comentando em um blog que garante espaço de discussão sobre a matemática e a sociedade. Sendo questões tão cruciais para o país...

    Em segundo lugar, na minha opinião, os livros indicados que parecem ter sido indicados para um estudo em lógica aparentam ser de alta qualidade, certamente.

    Além disso, professor Adonai Sant'Anna, gostaria de perguntar se existem mais alguns livros em português que indicaria para alguém curioso em lógica como eu?

    No caso, 'A Concepção Semântica da Verdade de Tarski'; 'Teoria da Recursão'; 'Godel, Escher, Bach'; 'Filosofias da Lógica de Susan Haack'. Seriam eles adequados?

    A proposito, já tenho noções sobre cálculo sentencial, de predicados e de igualdade.

    Henrique Trindade

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Henrique

      Eu não sabia que havia algum livro de Tarski em português. Se for o caso, certamente vale a pena. Quem é o autor do livro sobre teoria da recursão? O tema é fundamental. Quanto às obras de Hofstadter e Haack, são certamente referências excepcionais.

      Excluir
    2. Sim, há, como poder ver na capa: http://i.imgur.com/V8AikF8.jpg

      E, sobre a recursão, veja a seguir: http://i.imgur.com/F5Dzpb5.png

      Excelente, tentarei achá-las em algum sebo ou livraria.

      Agradeço sua disponibilidade, Adonai.

      Henrique Trindade

      Excluir
  22. Adonai,

    E quanto a livros não técnicos, literatura, distopias etc.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo

      Alguns dos títulos recomendados nesta postagem são textos não técnicos. Você tem algum interesse específico?

      Excluir
  23. Com as "recentes notícias" sobre as ondas gravitacionais, me deu uma vontade danada de retomar meus estudos em Teoria da Relatividade. Tenho um exemplar do Gravitation (Thorne, Misner e Wheeler) acumulando poeira na minha estante, mas gostaria de saber se ainda vale a pena retomar o assunto por este livro ou se há opções melhores disponíveis.
    Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sou especialista em relatividade geral. Mas, até onde sei, o livro que você menciona está bastante desatualizado. Uma obra que julgo muito boa é o livro de Robert Wald, General Relativity. É um texto muito didático. Mesmo assim, é necessário acompanhar o que há de mais recente na área, através da leitura de artigos.

      Excluir
  24. Anônimo, sobre as ondas gravitacionais: https://www.youtube.com/watch?v=k0CRE9YuAuU
    Elvis

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei se é meu computador ou minha internet, mas o áudio não tá legal...
      Mas obrigado de qualquer forma.

      Excluir
    2. Isso é por que estava ao vivo :D

      Excluir
    3. Ah sim. É que estou usando um computador muito velho, trava ao tentar abrir qualquer mais complexa que um arquivo do word, tenho de reiniciar toda hora. E minha conexão também é uma porcaria...
      Quando meu outro PC voltar da manutenção, assisto ao vídeo.

      Excluir
  25. Olá. Meu nome é Robson. Me perdoe se estou enganado, mas a obra Introduction to mathematical logic, Elliot Mendelson, parece estar disponível. Por que eu gostaria dreceber o livro???
    Bhrrruu.... bom... eu sou estudate autodidata de matemática, física, astronomia, linguas, mineralogia, anatomia, desenho,... há cerca de 20 anos (tenho quase trinta). Eu chegeui á muitos resultados sozinho em matemática, física e até em astronomia, como por exemplo: aos dez escreví um tratado sobre luz e sombra e outro sobre pressão e termologia, pouco depois redescobri muitos teorema e axiomas na esfera e superfícies tangentes á mesma. chegeui ao conceito e á equação de energia potencial gravitacional (com 13 anos), estou trabalhando num conceito novo (pelo menos para mim) sobre inercia e o efeito de choques elásticos no interior dos corpos. Também tenho um trabalho em curso em teoria dos números sobre aplicações geométricas em sequencias numericas, números primos, perfeitos.... independentemente, desenvolvi o conceito de infinitos maiores do que outros de Cantor(sem rigor matematico), o conceito do gato de Shroedinger ( de modo abstrato e elementar é claro) e os pontos de lagrange em astronomia. Em filosofia e lógica tenho uma questão que me perturba, "Onde estão os nùmeros?". Creio que existe um lugar especifico para eles, não concreto, mas também não absolutamente abstrato. Por exemplo, creio que os entes matematicos e muitos do físicos também, fazem muito sentido dentro do cérebro, que é um lugar físico mas abstrato ao mesmo tempo (não estou pensando em termos lógicos e nem neurológico para afirmar isso). Parece que eu consigo "tocar" com os dedos em conceitos como, vetor, campo, potencial, energia, ordem, simetria, gr´ficos, estruturas, abstrações,
    figuras, relações...
    Enfim, tenho muitos trabalhos em curso, e gostaria de receber o livro, se possível, para aparar muitas das arestas que se fazem necessário nesse tema.
    Podemos nos falar mais vezes?
    Grato da atenção

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Robson

      Peço que, se possível, entre em contato comigo. Meu e-mail é adonai@ufpr.br. Tenho algumas perguntas e considerações a fazer.

      Com relação ao livro de Mendelson, lamentavelmente não o tenho mais.

      Excluir
  26. Adonai, na física história é bem mais importante que na matemática, certo?
    Gostaria que me recomendasse bons livros de física.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode me dizer quais são os seus interesses específicos?

      Excluir
    2. O interesse é aprender física. Conhecer evolução da física ao longo do tempo. Um bom livro que conte a história da física e que autor saiba do que está falando. Provavelmente o autor de um bom assim deve ser um físico e não um historiador.

      Excluir
    3. Neste caso, recomendo duas obras excelentes:

      1) A History of Mechanics, de René Dugas (Dover).

      2) Concepts of Mass in Classical and Modern Physics, de Max Jammer (Dover).

      Excluir
  27. Marcelo Marchiolli29 de agosto de 2016 07:56

    Adonai, gostaria de saber sua opinião acerca dos "modismos" que atravessam décadas sobre os livros adotados no ensino de física básica nas universidades brasileiras. Na minha época foi adotado o Halliday e Resnick na UFSCar, enquanto que meus amigos na USP São Carlos estudavam pelo Tipler. Todos éramos felizes, dentro de nossas limitações, mesmo tendo contado com livros do porte de Sears & Zemanski e o excelente livro (na minha sincera opinião) do Alonso & Finn. Hoje em dia adota-se o Moyses Nussenzveig, um livro com padrão alto se considerado o nível de embasamento dos alunos que adentram nos dias de hoje nas universidades públicas, ficando claro que há uma completa dessintonia entre realidade e objetivos de aprendizagem. Enfim, não quero ser saudosista, mas certos modismos ditados pela USP SP e incorporado em parte pelas demais instituições públicas não comprometem a real finalidade dos cursos básicos? Gostaria de saber sua opinião em função de sua experiencia.... Grato.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcelo

      Não há dúvida de que a obra de Nussenzveig é superior aos demais livros citados em seu comentário. Mas também entendo a sua preocupação. O problema que vejo não reside na adoção de livro X ou Y. O problema que vejo é a na inconsistência entre os critérios de seleção de alunos e aquilo que efetivamente se exige deles nas universidades públicas. Mas, talvez o problema no Brasil seja bem mais profundo. Existe a possibilidade de que nosso país não tenha perfil cultural para desenvolver ciência de ponta, apesar de casos isolados que vez ou outra pipocam por aqui.

      Excluir
  28. Marcelo Marchiolli29 de agosto de 2016 11:11

    Adonai, há certos "modismos" nas universidades brasileiras que me incomodam e muito, daí a razão de pedir a sua opinião. Na minha época de curso de fisica na UFSCar, os cursos de física básica foram feitos pelos livros do Halliday e Resnick, consultando também os livros da coleção Berkeley, Alonso e Finn, bem como Sears e Zemanski. Meus amigos da USP São Carlos estudavam pelo Tipler. Hoje em dia, com a falta de embasamento dos alunos, percebo que boa parte das importantes universidades adotam os livros do Moyses Nussenzveig, o que aparentemente representa ao meu ver um complete contracenso, no sentido de se adotar um livro com nível intermediário e/ou alto para uma clientele com problemas. Vc não acha que esses modismos, muitas vezes ditado pela USP SP, está longe do bom senso e da realidade da sala de aula? É claro que o docente tem "completa" autonomia, mas mesmo assim..... Gostaria de saber sua opinião sobre esse fato....

    ResponderExcluir
  29. Tive acesso a uma de suas traduções, Pré-cálculo da coleção Schaum, e achei interessante a ênfase que o autor deu ao conceito de identidade. Me pareceu um livro perfeitamente adequado ao ensino médio, embora aparentemente seja voltado para o nível superior.

    Sebastião

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Sebastião

      Eu também acho este livro adequado para o ensino médio, apesar de talvez ser inadequado para o ensino médio brasileiro.

      Excluir
  30. Olá, professor Adonai. Quero construir uma base boa em física básica a nível universitário mas não sei qual bibliografia usar. Estou entre os dois Volumes de Física: Um Curso Universitário de Alonso & Finn e os quatro volumes do Moysés Nussenzveig. Eu já dei uma olhada nos dois e aparentam ter o mesmo nível de dificuldade. Quanto aos meus objetivos na escolha entre os dois, procuro clareza na formulação de conceitos e rigor matemático. O senhor poderia indicar qual dos dois seria "superior"?, ou até mesmo outro livro fora esses dois?

    Muito obrigado,

    Heitor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Heitor

      O livro de Alonso & Finn é muito bom. Mas prefiro a coleção de Nussenzveig. Além disso, outra referência espetacular é Lições de Física, de Richard Feynman (todos os quatro volumes).

      Excluir
    2. Heitor....

      Deixe-me também dar um "palpite" para com os livros mencionados acima. Em particular, sugiro a leitura dos antigos livros do PSSC em física, adotado aqui nos anos 60 e 70 em escolas sérias deste país. Trata-se de uma obra sem precedentes. Posteriormente, sugiro a leitura da coleção Berkeley em física, pois acredito atender plenamente seus objetivos, apesar desta ser considerada de nível elevado e "críticos" apontam um texto desatualizado. Enfim, deixe-me prosseguir com as dicas: sim, Alonso & Finn é excelente, conforme Adonai descreve acima, e no meu ponto de vista melhor que o Moysés. Este texto foi adotado por anos no ITA, apesar de hoje em dia, o Moysés ser o livro texto de lá. Mas as razões da troca foi estratégica: mudança de professores e perfil dos alunos. Lembre-se: Moysés cita o Alonso & Finn em suas referências, bem como Feynman lectures. Com relação a este último, texto fantástico, mas não num primeiro momento. Sugiro maturidade no assunto para posterior leitura e a razão é simples: aproveitarás melhor os ensinamentos de Feynman. Em suma, sugiro uma experiência única: abra todos os livros acima citados, escolha um mesmo tópico abordado, leia tal tópico em todos esses materiais e sinta qual deles você mais se identifica para seu estudo, tendo em mente que o material restante servirá de material de consulta. Abraços e desculpe-me a intromissão.

      Marcelo Marchiolli

      Excluir
    3. Excelentes sugestões, Marcelo! Espero que Heitor dê uma passada por aqui.

      Excluir

Respostas a comentários dirigidos ao Administrador demoram usualmente até três dias.