Nasrudin


Há algum tempo eu planejava criar uma página neste blog dedicada somente a humor. Finalmente consegui definir que tipo de humor melhor combina com o perfil deste site. Apresento ao leitor as famosas histórias de Nasrudin Hodja, uma figura folclórica pouco conhecida no Brasil, mas muito apreciada em diferentes partes de nosso globo. Como existe uma quantia considerável de histórias envolvendo o grande Mestre Nasrudin, de tempos em tempos atualizarei esta página com estas belíssimas anedotas de caráter educacional e filosófico. Aqui estão algumas delas.



Mentiroso

O Prefeito pressiona Nasrudin:

- O senhor é reconhecidamente um mentiroso e um exagerado. Diga-me uma mentira sem pensar e eu o recompenso com cinquenta moedas de ouro!

Sem hesitar, Nasrudin responde:

- Cinquenta? O senhor acabou de prometer cem moedas de ouro!


Notícias Perturbadoras

O Prefeito fez um pedido a Nasrudin: "O marido da senhora Shahrzad acaba de falecer. Peço que vá à casa dela e a avise. Mas, por favor, seja gentil. Ela é uma senhora muito frágil."

Nasrudin atende ao pedido e se dirige à casa da boa senhora. Ao chegar, ele pergunta: "A viúva Shahrzad está?" E ela responde: "Bem, eu sou a senhora Shahrzad, mas não sou viúva." Nasrudin: "Estou disposto a apostar cem moedas de ouro que a senhora é viúva."



Método Científico

Nasrudin disse a um homem da ciência que toda fatia de pão com manteiga cai ao chão com o lado da manteiga para baixo. Cético, o homem da ciência resolveu testar a inusitada teoria. Pegou uma fatia de pão, passou manteiga em um lado e a jogou ao ar. O pão caiu com o lado da manteiga para cima. Confiante de sua experiência, o homem da ciência afirmou: "Viu só? Sua teoria está errada. O pão caiu com a manteiga para cima." Nasrudin rapidamente respondeu: "Nada disso. Você passou a manteiga no lado errado da fatia de pão."



Esperança

Mestre Nasrudin embarca em um trem e o condutor pede pelo bilhete. O Mestre começa, então, a procurar nos bolsos da calça e não encontra. Examina a bolsa que carrega consigo e não acha o bilhete. Em seguida examina o chão ao seu redor, mas ainda não consegue localizar o bilhete. Impaciente, o condutor finalmente questiona: "Por que não procura no bolso da camisa? É onde a maioria das pessoas costuma guardar o bilhete." Nasrudin responde: "Não posso fazer isso. Se eu procurar no bolso da camisa e não encontrar, não terei esperança de achar este bilhete."



O Sermão

Por conta de sua sabedoria, Nasrudin Hodja foi convidado para ministrar um sermão. Gentil como era, aceitou. Ao chegar diante do público ávido pelas sábias palavras do Grande Mestre, este perguntou: "Vocês sabem sobre o que falarei?" Todos prontamente responderam em uníssono: "Não". E então Nasrudin disse que não perderia seu tempo com plateia tão ignorante e se retirou. 

Todos ficaram perturbados com o ocorrido e solicitaram uma segunda chance. Nasrudin aceitou o pedido de desculpas e no dia seguinte retornou ao local do sermão. Novamente diante do público sedento por conhecimento, Nasrudin questionou: "Vocês sabem sobre o que falarei?" Desta vez a plateia respondeu com um sonoro e enfático sim. E Nasrudin disse: "Neste caso, já que sabem sobre o que falarei, não farei vocês perderem o seu precioso tempo." E novamente se retirou.

Perplexos, os admiradores de Nasrudin pediram-lhe perdão mais uma vez e insistiram por uma terceira e última chance. Tolerantemente ele aceitou e no dia seguinte estava novamente diante do preocupado público: "Vocês sabem sobre o que falarei?" A resposta da plateia foi inevitável: "Alguns sabem e outros não." Nasrudin imediatamente respondeu: "Pois então os que sabem digam o que sabem aos que não sabem." E se retirou.



Fazendo Iogurte

Um homem viu Nasrudin jogando leite ao rio e questionou: 

- O que o senhor está fazendo, Grande Mestre?" 

A resposta surpreendeu:

- Estou fazendo iogurte.

- Mas não é assim que se faz iogurte.

- Pois é. Já pensou se der certo?



O Jumento

Nasrudin cuidava de seu jardim, quando seu vizinho se aproximou. O Grande Mestre o recebeu no portão de acesso.

- Caro Mestre, pode me emprestar seu jumento? Tenho que transportar algumas mercadorias e o jumento certamente será de grande ajuda.

Nasrudin não queria emprestar o animal para aquele homem em particular. Para não ser rude ele respondeu:

- Lamento, mas já o emprestei para outra pessoa.

Logo em seguida os dois ouvem claramente o jumento relinchando por trás do muro do jardim. O vizinho não se contém.

- Mas, Mestre, acabo de ouvir seu animal relinchando por trás daquele muro.

- Em quem você acredita? No Mestre ou no jumento?



O Sabor da Uva

Montado em seu jumento, Nasrudin transporta dois cestos cheios de suculentas uvas. Um grupo de crianças se aproxima e, afoitas, elas pedem para saborear as uvas.

Nasrudin pega um punhado de um dos cestos e entrega apenas uma uva para cada criança. Estas respondem:

- O senhor tem tantas e dá tão poucas.

- O sabor de uma é o mesmo sabor de muitas - responde Nasrudin.

E o Grande Mestre se afasta, montado em seu jumento.



Seguidores

Nasrudin caminha pela feira, acompanhado de um grande grupo de seguidores. Tudo o que ele faz, os seguidores imitam. Nasrudin dá pequenos pulos, bate palmas e faz caretas. Os seguidores dão pequenos pulos, batem palmas e fazem caretas. 

Um comerciante vê aquele bizarro espetáculo e pergunta ao Grande Mestre.

- O que é isso, Magnífico Nasrudin?

- Eu me tornei o Sheik Sufi. E estes são os meus seguidores espirituais. Estou ajudando-os a atingir a iluminação.

- Certo. E como o senhor sabe quando atingiram a iluminação?

- Esta é a parte fácil. Todas as manhãs eu conto quantos sobraram. Aqueles que não me seguem mais, atingiram a iluminação. 



Centro da Terra

- Nasrudin, o senhor sabe onde fica o centro da Terra?

- Sim, eu sei exatamente onde fica o centro da Terra.

- Onde?

- Fica logo abaixo da pata dianteira direita de meu jumento.

- Como o senhor sabe disso?

- Ora, se não acredita em mim, você mesmo pode verificar.



Atravessando o Rio

Nasrudin vê um homem do outro lado do rio, gritando para ele:

- Como faço para atravessar este rio?

Nasrudin responde, gritando:

- Você já atravessou.

Um comentário:

  1. Que surpresa agradável encontrar as histórias do Mulah por aqui. Combinam bem com o blog.

    ResponderExcluir

Respostas a comentários dirigidos ao Administrador demoram usualmente até três dias.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.